ondas completas.png

Oficinas

OFICINA: Trilha Sonora

5 de agosto (sexta-feira) das 17h às 20h30
6 de agosto (sábado) das 9h às 18h30

Contar uma história somente através de sons. 

Por meio de uma introdução sobre som no audiovisual, seguido de uma prática didática focada na utilização de gravadores portáteis de som e fones de ouvido iremos aprender a prestar atenção à nossa realidade de maneira diferente: 

  • Como é ouvir os sons ao nosso redor no gravador, 

  • Como escutamos diferente ao apontar o microfone em diferentes direções, 

  • Quais histórias o som ao nosso redor pode nos contar, independente do que se vê.

 

Conteúdo: 

  • Teoria a partir de análises e reflexões de trechos de filmes onde o som tem importância narrativa e debatê-los, além de introduzir às características fundamentais do som; 

  • Aprender questões técnicas sobre como funciona a gravação sonora. Em seguida, praticar gravando com os equipamentos adequados (gravadores portáteis e fones de ouvido) e orientados pelo professor. 

  • Organizar os sons captados no encontro anterior junto ao ministrante em um programa de computador de edição para contar uma história, além de visualizar uma sessão de mixagem de sons profissional e como se organiza uma banda sonora de filme na prática. 

  • Apreciação dos resultados da oficina e projeção de um filme realizado sonorizado pelo professor seguido de discussão com os estudantes. 

Local: CEU das Artes - Vila Cel. Cláudio
Endereço do evento: R. José de Azevedo Macedo, Uvaranas, Ponta Grossa - PR

 

OFICINA: Direção cinematográfica

12 de agosto (sexta-feira) das 17h às 20h30
13 de agosto (sábado) das 9h às 18h30

Aprenda noções básicas sobre a função do diretor em um projeto audiovisual, por meio de reflexões importantes sobre tempo, ética e emoções para se pensar e fazer cinema. 

 

Conteúdo: 

- Quais as tarefas técnicas do diretor/a/e? 

- O que é preciso para ser um bom diretor/a/e?

- O tempo linear não é o único possível - uma breve passagem por diversas noções de tempo e formas de representar passado, presente e futuro. A organização das ideias no tempo de duração do filme - uma história conta muitas histórias. 

- Cinema e arte como forma de ficar no mundo além do tempo de nossas vidas.

- Emoção como substrato do roteiro. Como trabalhar as emoções com atores. Introdução às técnicas de direção de atores. 

- Como trabalhar com personagens em documentário.

- Ética. Quem pode ou não fazer cinema? Lugar de fala.
- Como filmar “o outro”? A responsabilidade de se colocar discursos no mundo.
- Velha Cinefilia x Nova Cinefilia

Local: CEU das Artes - Vila Cel. Cláudio
Endereço do evento: R. José de Azevedo Macedo, Uvaranas, Ponta Grossa - PR

 

OFICINA: Produção Audiovisual

19 de agosto (sexta-feira) das 17h às 20h30
20 de agosto (sábado) das 9h às 18h30

A produção a partir do roteiro

Vamos trabalhar temas como análise e estudo do roteiro desde o ponto de vista da produção, planejamento, cronogramas de gravação, coordenação de equipe, plano de gravação e o trabalho conjunto com direção, assistência de direção e produção executiva.
 

Conteúdo:

  • O que é produção criativa 

  • Leitura analítica de roteiro

  • Importância da pesquisa de personagem, locação e casting 

  • Coordenação da equipe (contratação e acompanhamento do trabalho)

  • Relação do produtor com todos os departamentos

  • Importância de se conhecer o projeto e suas necessidades

  • Elaboração de plano de gravação com o assistente de direção

  • Produção e ética no set de filmagem

Local: CEU das Artes - Vila Cel. Cláudio
Endereço do evento: R. José de Azevedo Macedo, Uvaranas, Ponta Grossa - PR

Local: CEU das Artes - Vila Cel. Cláudio
Endereço do evento: R. José de Azevedo Macedo, Uvaranas, Ponta Grossa - PR

 

OFICINA: Caracteres da sombra na direção fotográfica

A definir

Uma viagem que atravessa o pensamento filosófico, a estética e o técnico para refletir sobre o uso da sombra na construção de narrativas audiovisuais, bem como os seus contrapontos.

 

Conteúdo: 

Para isso, traçaremos uma breve linha do tempo que vai nos ajudar a entender questões relativas ao desenvolvimento das tecnologias de criação de imagens fotográficas. Nesse momento, o interessante é entender quais eram os lugares e os personagens onde essas ferramentas estavam sendo criadas? quais eram os propósitos que se tinham? e, principalmente, o que e quem estavam ficando de fora da zona de interesse destas tecnologias?

A partir deste entendimento inicial, o nosso objetivo será deslocar o pensamento padrão sobre a fotografia, que tem a luz e a iluminação como matérias-primas, e pautar reflexões sobre o papel da sombra nos sentidos, sensações e técnicas de criações de imagens. Para isso, nossa intenção é analisar a presença da sombra nas peles, nos espaços e nos objetos, ao tempo que apreciamos imagens, em vídeos e fixas, que nos suscitam a apreensão das considerações propostas.

Na etapa seguinte, realizaremos exercícios práticos de manuseio de câmera e iluminação, que terão o compromisso de pontuar os pensamentos relativos às características da sombra que foram articulados anteriormente.